Liturgia: Conhecer mais, para celebrar melhor!

Liturgia: Conhecer mais, para celebrar melhor!

VELAS NO ALTAR DA SANTA MISSA

É ricamente simbologico o uso das velas na Santa Missa e isso justifica o fato de a Igreja ainda manter este tradicional elemento litúrgico nas celebrações. Cada vela tem sua representatividade dentro do contexto da liturgia: cera, pavio e fogo, simbolizando as três Pessoas da Santíssima Trindade. A cera simboliza o Pai; o pavio, o Filho e o fogo, o Espírito Santo.

A vela sozinha acesa simboliza Cristo Nosso Senhor, porque a cera significa a sua Carne e o fogo, a sua Divindade. Ainda vem simbolizar a Carne-cera e o Fogo-o amor, tal qual, a vela se consome pela chama, Cristo de consumiu de amor pela humanidade.

Foi no Papado de Melquíades que se institui o uso dos dois castiçais. Ele governou a Igreja de 311 a 314. Acendem-se velas — diz Santo Agostinho, em seus sermões: “Para Cristo acender, em nossos corações, o fogo de sua ardente caridade e amor, porque, por amar-nos tanto, padeceu até morrer na cruz”.

Os dois candelabros representam o povo gentio e o povo judeu, agora convertidos, justificados e unidos por Cristo, por isso se coloca a cruz no meio do altar entre os dois castiçais, significando ser Ele o mediador destes dois povos.

O fogo simboliza a Fé. Na festa do Natal simboliza também a alegria dos povos no nascimento do Senhor. Em outros tempos litúrgicos, simboliza Cristo, que disse: “Eu sou a luz do mundo”.

A Missa é para iluminar, e os ministros (sacerdotes) são iluminados. A luz dos castiçais simboliza a fé do povo.

E por fim o fogo das velas, vem simbolizar a Esplendor de Cristo sobre todos nós, lembrando-nos que devemos ser reflexos desse seu clarão, sendo nós também luz no mundo.

Débora Gonçalves

Débora Gonçalves

Membro da Comunidade Católica Amor Fraterno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *